GESD esteve presente na 1a Aventura Regional Escoteira


Por Anna Julia de Almeida Silva

A Primeira Aventura Regional Escoteira, ARE, aconteceu na Praia de Leste nos dias 2 e 3 de novembro reunindo escoteiros e escoteiras de todo o Paraná. O GESD esteve representado pela Tropa Escoteira Senta a Pua, por meio da participação da jovem Anna Julia e da escotista Daniela Raicosk D’Agostin.

Contamos com a boa estrutura da Associação Banestado, tanto que alguns escoteiros acamparam e outros puderam acantonar nos alojamentos da Associação, que também ofereceu a alimentação dos escoteiros e chefes.

No primeiro dia, tivemos a abertura do evento com a presença do Diretor Presidente da UEB PR, Irineu Muniz de Resende Neto. Como propõe o método escoteiro, todos os monitores foram chamados para definir as atividades que suas patrulhas realizariam. Para as atividades, as patrulhas foram divididas em 2 equipes: a Laranja e a Verde. Como é fácil supor, a maioria estava animada para ir para a praia, então os chefes fizeram “Pedra, Papel, Tesoura” entre os monitores de cada equipe. Como consequência, a equipe Verde foi primeiro à praia. A equipe Laranja ficou fazendo as atividades de terra como por exemplo: dança, artesanato, protótipo de avião de isopor e as atividades do guia do ARE para conquistar a eficiência.

A atividade noturna foi um pique bandeira entre as equipes Laranja e Verde! Foi um momento para cantar, rir e fazer MUITAS novas amizades. (Mas todo jogo tem uma equipe ganhadora, neste caso a Laranja). Chegando ao final do dia, a chefia organizou um luau com músicas da atualidade (pop, funk, sertanejo), muito refri e a galera se divertindo demais. Ao final das atividades todos foram dormir: no alojamento em que eu fiquei dividimos os contrabandos e conversamos um pouco e só depois fomos descansar.

No segundo dia, acordamos às 6h da manhã. Havia chegado o tão esperado momento de a equipe Laranja ir à praia. Fizemos um aquecimento beira mar para todas as patrulhas e chefes, dançamos muito e em seguida começaram as atividades. Os jogos aquáticos contaram com um caça ao tesouro. A equipe Laranja não conseguiu achá-lo e acabamos caindo na água. Tinha gente “pegando jacaré” (indo junto com a onda), mergulhando e outras coisas. A equipe de segurança, composta por escotistas, foi extremamente confiável: cuidaram de tudo e olhavam tudo o que acontecia na água e fora dela.

Depois do almoço, tivemos o I.B.O.A (final da atividade) e a chefia do ARE fez uma homenagem aos jovens: um vídeo com os escoteiros realizando as atividades, conversando, rindo. Particularmente me emocionei… este momento significou o fim do ARE, infelizmente.  No entanto, todos se despediram e foram embora com um sorriso no rosto, novas amizades e muita história para contar.

O desafio que eu tive que enfrentar, foi participar de uma atividade na qual não conhecia ninguém. Além disso, fiquei com um Grupo Escoteiro que eu não conhecia. Mas ao longo da atividade me senti muito bem recebida pelo Grupo Escoteiro Eppinghaus. Foi uma experiência ótima!!!

  • Compartilhe:

Últimos Eventos

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens