RAMO SÊNIOR

O Movimento Escoteiro é dividido em etapas que chamamos de ramos, que são divididos de acordo com a idade. A terceira etapa é o Ramo Sênior e fazem parte dele adolescentes entre 15 e 17 anos de idade, divididos em grupos de quatro a seis jovens nas chamadas patrulhas, da mesma forma que o Ramo Escoteiro. Cada patrulha leva o nome de uma tribo indígena, acidente geográfico ou personalidade histórica e carrega um bastão com uma bandeirola nas cores da mesma. O conjunto de quatro patrulhas forma uma Tropa. Dentro do Ramo os meninos são chamados de sênior e as meninas de guia.
A patrulha é liderada por um dos seus jovens integrantes, chamado monitor. Ele é eleito pelos membros da patrulha e o seu auxiliar no comando é o submonitor escolhido por ele e também integrante da patrulha. Os órgãos decisórios da Tropa Sênior são a Corte de Honra, composta dos monitores e submonitores das quatro patrulhas e dos chefes da Tropa (adultos voluntários que assessoram as atividades); e a Assembleia de Tropa, composta de todos os integrantes da tropa. Dentro do ramo se trabalham as seguintes áreas de desenvolvimento: físico, social, intelectual, espiritual, afetivo e caráter por meio de jogos e desafios, sempre em conjunto com seus companheiros de patrulha.

LISTA DE ATIVIDADES

Um jovem com idade para ser sênior/guia procura mais emoção na sua vida. E os Acampamentos, trilhas, excursões, travessias, jornadas, torneios técnicos são apenas uma amostra do que se pode encontrar fazendo parte de um grupo escoteiro. Isso sem contar as atividades regionais, nacionais e internacionais. Como sênior, tem-se a oportunidade de participar de acampamentos regionais e nacionais como o ELO e o Ajuri, bem como dos acampamentos regionais de patrulhas, a chamada Aventura Sênior Nacional e os Jamborees, que são grandes acampamentos nacionais, panamericanos e internacionais que ocorrem periodicamente.

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens